Todas as postagens em Movimento Petroleiro

Petroleiros do Litoral Paulista aprovam greve geral no dia 30 de junho

Em assembleia na noite da última quarta-feira (21), os petroleiros do Litoral Paulista aprovaram – por ampla maioria – a greve geral de 30 de junho, convocada pelas centrais sindicais para derrotar as contrarreformas do governo Temer

Continue lendo...

Conjuntura exige unidade

Primeiro grande passo será a mobilização de classe para a construção da Greve Geral do dia 30 de junho

Cruzar os braços para barrar as reformas e o desmonte da Petrobrás

Há muito tempo a classe trabalhadora não tem tantos desafios em um período de tempo tão curto

FNP apoia a greve geral e as mobilizações em junho

Derrubar Temer, derrotar as reformas e o desmonte da Petrobrás, já. Direção da Federação, reunida nesta segunda (19), reconhece motivos de sobra para aderir à luta

Petroleiros do Litoral Paulista deliberam sobre nova greve geral no dia 21

No dia 28 de abril, com participação expressiva dos petroleiros, a classe trabalhadora brasileira protagonizou a maior greve já realizada no país nos últimos vinte anos

Sindipetro-RJ realiza atividade no CENPES

Na última terça-feira (6), integrantes da diretoria do Sindipetro-RJ realizaram uma atividade de panfletagem do novo boletim do sindicato

Julgamento da venda da Liquigás para Ultrapar será realizado nesta terça (30)

Justiça Federal conduzirá análise de mais uma venda de ativos da Petrobrás, que faz parte do Plano de Desinvestimento de Pedro Parente e Temer

FNP protocola petição que exige a cassação do presidente da Petrobrás

Como já denunciado pela a FNP, a ausência de licitação tem sido a principal prática na venda de ativos, durante gestão de Pedro Parente, indicado por Michel Temer

FNP pede cassação de Pedro Parente da presidência da Petrobrás

Ação será feita às 14 horas desta sexta-feira (26) na CVM, localizada no Edifício Cidade do Carmo - R. Sete de Setembro, 111 - Centro, Rio de Janeiro

Alerj aprova aumento da contribuição previdenciária

Na tarde da última quarta-feira (24), sob intenso protestos dos servidores públicos estaduais, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, por 39 a 26 votos, o