FNP pede cassação de Pedro Parente da presidência da Petrobrás

Ação será feita às 14 horas desta sexta-feira (26) na CVM, localizada no Edifício Cidade do Carmo – R. Sete de Setembro, 111 – Centro, Rio de Janeiro

A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) e seus sindicatos denunciarão hoje (26) Pedro Parente, atual presidente da Petrobrás, e Ivan de Souza Monteiro, diretor executivo da área Financeira e de Relacionamento com Investidores da empresa, por cometerem omissão de fatos relevantes e comunicação de fato relevante inverídico para o mercado, infringindo a normatização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A FNP, através deste inquérito, quer a inabilitação e suspensão de Pedro Parente, de Ivan Monteiro e seus comparsas, nos moldes que já estão sendo acusados nas ações contra a venda de ativos SEM LICITAÇÃO da Petrobrás.

Várias ilegalidades estão sendo cometidas com pretexto de salvaguardar os interesses da Petrobrás, o que na verdade é mais pura privatização do patrimônio público.

Com isso, a FNP quer a cassação da função pública do seu Pedro Parente, como preconiza a regulamentação da CVM, que tem competência para inabilitá-lo e suspendê-lo do exercício do cargo de administrador da Petrobrás.

A denúncia será feita às 14 horas desta sexta-feira na CVM, localizada no Edifício Cidade do Carmo – R. Sete de Setembro, 111 – Centro, Rio de Janeiro.

Deixe um comentário