Notícias

A mexidinha de Bolsonaro é cortina de fumaça

Indicado à presidência da Petrobrás não atende aos requisitos. Petroleiros vão realizar ato na próxima segunda-feira (27/06), a partir das 10h, em frente Edifício Senado, contra a posse do "desqualificado" ao cargo

25/06/2022
A mexidinha de Bolsonaro é cortina de fumaça

Bolsonaro faz nova troca na presidência da Petrobrás pela terceira vez só este ano, num ato desesperador para fingir que está tentando baixar o preço dos combustíveis.

O novo indicado para assumir a presidência da Petrobrás, Caio Mário Paes, que é próximo a Paulo Guedes na pasta de Desburocratização do ministério da Economia, não tem a menor experiência em gestão conforme exigido pelo decreto 8.945 que regulamenta a Lei das Estatais (13.303/2-16) que dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública. Na seção VII do decreto, o artigo 28 diz que é obrigatório ter formação acadêmica compatível e notório conhecimento compatíveis com o cargo.
Assim, o nome do novo indicado esbarra em pelo menos dois possíveis impeditivos para sua nomeação: a experiência profissional e a formação acadêmica.

A questão é que os preços dos combustíveis estão em níveis insustentáveis, enquanto a renda média do trabalhador caiu quase 10%, em 12 meses, segundo o IBGE. Mesmo sabendo dos efeitos da privatização das refinarias, que só faz aumentar o valor dos combustíveis, Jair Bolsonaro privatiza mais duas refinarias. Uma no Amazonas e outra no Ceará.

Trocar o presidente da Petrobrás sem alterar a política de preço é apenas cortina de fumaça e malabarismo midiático eleitoreiro. É necessário um real debate sobre a formação do preço dos combustíveis, investimento nas refinarias, reversão das privatizações e novos editais de contratação para petroleiros para aumentar a produção nacional e conquistar a autossuficiência em combustíveis fósseis. Sem isso, a “indignação” do presidente da República e as trocas desastrosas na diretoria da Petrobrás sinalizam somente um desespero eleitoral.

Apesar de tudo, o Comitê de Elegibilidade (Celeg) já aprovou o nome de Caio Paes de Andrade para os cargos de conselheiro de administração e presidente da companhia, conforme fato relevante.
O CA da Petrobrás ainda não deu o aval sobre a nova indicação de Bolsonaro. Reunião acontece na segunda (27). Por isso, todos no ato, segunda (27), 10h, no EDISEN!

Tags petrobras ca presidente atos

Contato

Av. Passos, 34 - Centro
Rio de Janeiro/RJ
CEP 20051-040 Telefone: 21 2263-5147
fednacpetroleiros@gmail.com

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos