Notícias

FNP denuncia mais ataque do RH da Petrobrás contra os aposentados

Em áudio, secretário geral da FNP, Adaedson Costa, esclarece a situação. Ouça e compartilhe!

22/09/2022
FNP denuncia mais ataque do RH da Petrobrás contra os aposentados

Mais uma vez, o RH ataca os aposentados! A Petrobrás tinha se comprometido, com quem assinasse o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) até dia 14 de setembro, em fazer os reajustes no dia 25 de setembro, e todos teriam o reflexo da assinatura do acordo. Mas, não foi o que aconteceu!
 

Segundo comunicado divulgado pela Petros, a relação de custeio da AMS, que corresponde à proporção da participação da empresa e dos empregados ativos e assistidos no pagamento da assistência médica, foi alterado para os beneficiários representados pelos sindicatos que não assinaram o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2022/2023 até 31/8, com vigência a partir do mês de setembro.


Em nota, a Petros afirma que os beneficiários que assinaram o acordo no mês de setembro, após o fechamento da folha, sofrerão o desconto com base na tabela 50% x 50%, mas receberão a diferença no contracheque de outubro, retroativamente.
 

Para entender melhor a situação, ouça o áudio do secretário geral da FNP, Adaedson Costa: