Notícias

Bolsonarista deixa o comando da Petrobrás

Caio Paes de Andrade renuncia ao cargo de presidente da companhia e põe fim ao rodízio de fantoches promovido pela desastrosa gestão Bolsonaro

09/01/2023
Bolsonarista deixa o comando da Petrobrás

Após pouco mais de seis meses como presidente da empresa, Caio Paes deixou o comando da estatal e o Conselho Administrativo (CA) nesta terça-feira (04/01). Paes foi um dos quatro indicados para presidir a petroleira por Jair Bolsonaro, um títere do ex-presidente durante todo seu tempo a frente da estatal.

Caio Paes cumpriu a tarefa de represar o preço dos combustíveis para ajudar Bolsonaro na corrida eleitoral, manteve o plano de privatizações da empresa e foi recompensado com o alto salário de presidente e com a política de bônus que privilegia o alto escalão da estatal.

Durante todo o governo Bolsonaro a estatal sofreu com gestões que privilegiaram os interesses dos acionistas estrangeiros, deixando de lado o papel estratégico que a empresa tem para o Brasil. A Política de Paridade de Importação (PPI), que fez o preço dos combustíveis dispararem, se consolidou durante esse período e, junto com a privatização de ativos estratégicos da empresa, representa o legado da gestão entreguista do agora refugiado (em Miami) Jair Bolsonaro.

João Rittershaussen assume a presidência, indicado pelo Conselho de Administração, até que seja realizada a eleição e posse do novo presidente, o ex-senador Jean-Paul Prates (PT-RN), que foi indicado pelo governo do Presidente Lula. 

A Federação Nacional dos Petroleiros seguirá defendendo uma Petrobrás para os Brasileir@s e lutará para que o novo governo retome o papel estratégico da Petrobrás para o país, acabando com o PPI e restatizando os ativos estratégicos que forem vendidos à preço de banana.

Tags petrobras presidente bolsonaro

Contato

Av. Passos, 34 - Centro
Rio de Janeiro/RJ
CEP 20051-040 Telefone: 21 2263-5147
fednacpetroleiros@gmail.com

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos