Liberdade sindical

Em meio a “linha dura” exercida por Roberto Castello Branco, atual presidente da Petrobrás, contra os dirigentes sindicais, o Sindipetro-RJ enviou uma carta solicitando que o mesmo reveja a prática de cerceamento e limitação pleno do direito de liberdade sindical.

A iniciativa da carta foi tomada depois de uma avalanche de medidas repressivas contra os trabalhadores sindicais do RJ, ainda neste ano.

O documento foi enviando nesta sexta-feira (15), dia em que a FNP e o Sindipetro-RJ sentaram com o RH para discutir medidas referentes à gestão de pessoas.

Na reunião, o RH informou que não vai responder a nenhuma reivindicação. Até o final de fevereiro, eles devem chamar todos os sindicatos da FNP para conversar.

Leia a carta na íntegra.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp