Aposentadoria

Muitas pessoas têm duvidas sobre a forma de cálculo e pagamento de seus benefícios de aposentadoria. Para tirar algumas dessas dúvidas, o advogado do Sindipetro-LP Marcus Coelho gravou um vídeo falando sobre a suplementação de pensão por morte pagas pela Petros.

De acordo com Marcus, os que repactuaram em vida recebem o valor pago pela Petros, que aplica o percentual de direito. Por exemplo: se for somente uma pensionista o percentual é de 60%. Se for mais de um dependente o benefício é de 10%, até o limite de cem, conforme número de dependentes.

Aos que repactuaram, a Petros calcula o benefício de pensão de forma adequada. Por exemplo: uma pessoa que recebia R$ 2 mil de benefício, sendo mil da Petros e mil do INSS, ao repactuar o fundo vai pagar 60% dos mil reais do INSS, ou seja, receberá R$ 1.600.

Já para quem não repactuou o cálculo da Petros, feito de forma equivocada, aplica 60% sobre os R$ 2 mil e paga ao beneficiário esse valor, ou seja, o valor pago será R$ 1.200.

Essas pessoas, embora não tenham repactuado, podem reivindicar a revisão do benefício junto ao beneficiário, onde o jurídico do Sindipetro-LP tem conseguido 100% de êxito nas ações.

Os interessados em entrar com ação para pedir revisão da aposentadoria devem procurar um profissional de confiança. No caso dos associados do Sindipetro-LP, marque um horário e tire sua dúvidas. O telefone de contato é (13) 3202-1101. Para o litoral norte, os telefones são (12) 3892-1484 – 3892-5155

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp