ACORDO COLETIVO: petroleiros não aceitam enrolação

Em reunião de mediação unilateral, realizada nesta terça-feira (10), no Tribunal Superior do Trabalho (TST), direção da Petrobrás manteve a postura de enrolação e desrespeito à categoria. Mais uma vez, não apresenta proposta alguma.

A reunião acontece conforme o calendário de reuniões da mediação do ACT entre as federações petroleiras (FNP e FUP) e a Petrobrás, organizado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Durante a reunião, as federações deixam claro que querem discutir o Acordo a partir do atual ACT e não da terceira contraproposta apresentada pela Petrobrás, que foi massivamente rejeitada pela categoria por retirar direitos dos trabalhadores.

Contudo, uma nova rodada de reunião unilateral foi marcada para o dia 19 setembro com mediação do TST, em Brasília.

As negociações não estão sendo fáceis, por isso, é preciso manter a categoria mobilizada. A mediação ainda não garante a renovação do acordo e um reajuste digno. É preciso seguir alerta e mobilizados.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp