Violência contra a mulher dispara, revela estudo

O detalhado Anuário de Segurança Pública 2019, elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgado nesta terça-feira (10), em São Paulo, revelou um dado extremamente preocupante: cresceu o número de casos de violência contra a mulher, em 2018.

Segundo o estudo, o Brasil registrou recorde de casos de estupro _180 mulheres são violentadas por dia, no país.  No total, foram mais de 66 mil casos.

E os dados, quando vistos mais detalhadamente, são ainda mais estarrecedores: a cada quatro horas uma menina com menos de 13 anos é estuprada no país.

A violência sexual atinge principalmente as mais vulneráveis, agredidas geralmente em suas casas − por seus pais, padrastos, tios, vizinhos ou primos.

Feminicídio

Os números de feminicídio registrados também assustam: mais de 1.200 mulheres foram assassinadas, o que representa um aumento de 5% em relação ao ano anterior. O maior número de registros foi no Estado de São Paulo.

Na esmagadora maioria dos casos, as mulheres são mortas por seus companheiros ou ex-companheiros, em um país onde há uma denúncia por violência doméstica a cada dois minutos.

“Todos os dias vemos na imprensa notícias de mulheres que são brutalmente e covardemente assassinadas. E, lamentavelmente, com o desmonte dos órgãos de proteção à mulher realizado pelo atual governo, a situação pode se agravar ainda mais nos próximos anos. Por isso, a luta contra o machismo estrutural deve ser permanente”, disse a diretora do Sindipetro-SJC Silvia Carvalho Baptista.

Fonte: Sindipetro-SJC

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp