Brasil

FNP participa do lançamento do programa “Transpetro em Movimento – Seleção pública de projetos culturais e esportivos”

Serão R$ 17 milhões voltados ao fomento da cultura e do esporte no país;  em carta encaminhada ao ex-presidente da Petrobras, FNP cobrou a retomada de investimentos em cultura e esporte por parte da holding e subsidiárias     Na última semana, no dia 12/06, a Transpetro completou 26 anos. A celebração, que aconteceu no Teatro Rival Petrobras (Rio de Janeiro), contou com a presença de integrantes do Ministério da Cultura, artistas e dirigentes sindicais da categoria petroleira. E, principalmente, marcou o lançamento do programa Transpetro em Movimento – Seleção pública de projetos culturais e esportivos. A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) esteve representada pelo diretor Márcio André, coordenador do Sindipetro Litoral Paulista. No evento, foi anunciado que o programa terá o investimento de R$ 17 milhões – dos quais, R$ 7 milhões serão destinados ao esporte; enquanto outros R$ 10 milhões irão para projetos culturais. As inscrições para a seleção pública vão até 12/07/24, pelo site https://transpetro.com.br/transpetro-institucional/sustentabilidade/patrocinio/programa-transpetro-em-movimento.htm No campo esportivo, o futebol de várzea de comunidades em cidades onde a Transpetro possui instalações será um dos beneficiados pelo programa Transpetro em Movimento. “A Transpetro quer se lançar como um dos principais incentivadores da cultura no Brasil. Essa Seleção Pública terá vigência de 12 meses, baseada na Lei Rouanet e na Lei de incentivo ao esporte”, informou a subsidiária da Petrobras.   Em sua fala na cerimônia, o presidente da Transpetro, Sergio Bacci, afirmou que Transpetro não é uma empresa estatal apenas voltada ao lucro dos acionistas, mas sim uma estatal social, uma empresa estatal de retorno social para o povo brasileiro.   FNP cobrou retomada de investimentos em cultura e esporte Em carta encaminhada em 2023 ao ex-presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, a FNP cobrou a retomada dos investimentos em cultura e esporte por parte da Petrobras e suas subsidiárias, como forma de retornar à sociedade parte dos lucros obtidos através do mercado nacional e da exploração de petróleo, sobretudo devido aos riscos ambientais da atividade. “Desta forma, entendemos como positiva essa iniciativa e o retorno das licitações para projetos culturais por parte da Transpetro. Ficaremos atentos para que esses recursos não sejam para os ‘amigos’, mas sim para artistas, agitadores culturais e esportivos de todo o país, que realmente necessitam de fomento”, ressalta Adaedson Costa, secretário-geral da Federação Nacional dos Petroleiros.

LEIA MAIS

Está gostando do conteúdo? Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Categorias