TELETRABALHO NA PETROBRAS | Informações não oficiais alertam sobre possíveis mudanças no regime de trabalho remoto

FNP exige pronunciamento da direção da Petrobras que refute os boatos sobre o retorno obrigatório ao regime presencial durante três dias na semana

 

Há alguns dias, informações não oficiais circulam pelos corredores das unidades da Petrobras sobre uma possível intenção da nova gestão, comandada agora por Magda Chambriard, em alterar o atual regime de teletrabalho da categoria petroleira

A notícia oficiosa diz que os trabalhadores deverão comparecer presencialmente em suas unidades durante três dias na semana.

 

A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) informa:

 

– Não houve qualquer comunicação aos sindicatos ou à FNP sobre o tema, tampouco qualquer negociação.

– Na última semana, a FNP e seus sindicatos estiveram reunidos com a presidente da empresa, com a diretora de assuntos corporativos e com a gerente executiva de RH, e tal intenção de alteração no teletrabalho não foi mencionada em nenhum momento.

– A FNP considera um retrocesso qualquer ataque ao direito ao teletrabalho dos trabalhadores da Petrobras, uma vez que o próprio RH da companhia, neste novo governo, sustenta ter o “foco nas pessoas”.

– Exigimos que a presidente Magda Chambriard, a diretora Clarice Copetti, a gerente-executiva de RH, Lilian Soncin, e demais gestores da Petrobras façam um pronunciamento para refutar esses boatos que afetam os trabalhadores e trabalhadoras do Sistema Petrobras.

– Esperamos que o teletrabalho avance na sua regulamentação, flexibilização, forma e abrangência – e esta deve ser a proposta da nova administração do Sistema Petrobras.

– Vamos mobilizar toda a categoria, a partir deste momento, para impedir qualquer medida de retrocesso ao regime de teletrabalho, caso se confirmem tais intenções.

 

A FNP e seus sindicatos esperam que essa possibilidade de a Petrobras prejudicar o trabalhador não passe de apenas um boato.

 

Ainda hoje, confirmaremos a procedência dessas especulações junto à Alta Administração e, caso seja verdade, publicaremos medidas para a mobilização da categoria e calendário de mobilização cabíveis.

 

Companheiro e companheira, sindicalize-se!

E fique atento aos canais de comunicação do seu sindicato e da Federação Nacional dos Petroleiros.  

 

Acompanhe os grupos de Whatsapp do sindicato de cada unidade e o grupo “Teletrabalho – nem um passo atrás! Melhorar, flexibilizar e regulamentar!” no Workplace [CLIQUE NESTE LINK].

 

NEM UM PASSO ATRÁS!

MELHORAR, FLEXIBILIZAR E REGULAMENTAR AS CONDIÇÕES DE TELETRABALHO!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp